Photobucket
"Sou um coração batendo no mundo"
Photobucket

Pombinha da Paz

"Por um mundo melhor"
Photobucket
"
Pombinha da Paz"
Se você quiser ajuda-la a dar volta ao mundo leve-a para seu blog também!
Você é oPhotobucket do Meu Cantinho no Japão...
Selinho de Participante....

Selinho de Participante...

♥ Corações ♥ do Meu Cantinho no Japão

domingo, 30 de setembro de 2012

Talvez

Photobucket

"Talvez eu venha a envelhecer rápido demais.Mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena.
Talvez eu sofra inúmeras desilusões no decorrer de minha vida.Mas farei que elas percam a importância diante dos gestos de amor que encontrei.
Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais.Mas jamais irei me considerar um derrotado.
Talvez em algum instante eu sofra uma terrível queda.Mas não ficarei por muito tempo olhando para o chão.
Talvez um dia o sol deixe de brilhar.Mas então irei me banhar na chuva.
Talvez um dia eu sofra alguma injustiça.Mas jamais irei assumir o papel de vítima.
Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos.Mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderão em minha direção.
Talvez numa dessas noites frias, eu derrame muitas lágrimas.Mas não terei vergonha por esse gesto.
Talvez eu seja enganado inúmeras vezes.Mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece a minha confiança.
Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros.Mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho.
Talvez com o decorrer dos anos eu perca grandes amizades.Mas irei aprender que aqueles que realmente são meus verdadeiros amigos nunca estarão perdidos.
Talvez algumas pessoas queiram o meu mal.Mas irei continuar plantando a semente da fraternidade por onde passar.
Talvez eu fique triste ao concluir que não consigo seguir o ritmo da música.Mas então, farei que a música siga o compasso dos meus passos.
Talvez eu nunca consiga enxergar um arco-íris.Mas aprenderei a desenhar um, nem que seja dentro do meu coração.
Talvez hoje eu me sinta fraco.Mas amanhã irei recomeçar, nem que seja de uma maneira diferente.
Talvez eu não aprenda todas as lições necessárias.Mas terei a consciência que os verdadeiros ensinamentos já estão gravados em minha alma.
Talvez eu me deprima por não ser capaz de saber a letra daquela música.Mas ficarei feliz com as outras capacidades que possuo.
Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações.Mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas.
Talvez a vontade de abandonar tudo torne-se a minha companheira.Mas ao invés de fugir, irei correr atrás do que almejo.
Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser.Mas passarei a admirar quem sou.Porque no final saberei que, mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz de construir uma vida melhor.
E se ainda não me convenci disso, é porque como diz aquele ditado: “ainda não chegou o fim”Porque no final não haverá nenhum “talvez” e sim a certeza de que a minha vida valeu a pena e eu fiz o melhor que podia."
Aristóteles Onassis


domingo, 16 de setembro de 2012

Wabi Sabi - A Arte da Imperfeição


Perceber a beleza que se esconde nas frestas do mundo imperfeito é uma arte.
Você conhece aquela história de que os tapetes persas sempre tem um pequeno erro, um minúsculo defeito, apenas para lembrar a quem olha de que só Deus é perfeito? Pois é, a Arte da Imperfeição começa quando a gente reconhece e aceita nossa tola condição humana.
Precisamos aceitar nossas falhas com a mesma graça e humildade com que aceitamos nossas melhores qualidades,a perdoar a nós mesmo. Você não precisa ser perfeito para ser um ser humano bem-sucedido. De fato, com mais freqüência do que imaginamos, o desejo de acertar impede as coisas de melhorarem e a necessidade de estar no controle aumenta a desordem e o caos.
A Arte da Imperfeição, no entanto, não se limita ao reconhecimento das imperfeições humanas. Também tem a ver com nosso jeito de olhar para as coisas mais banais, mais corriqueiras e enxergá-las com outros e mais benevolentes olhos. 
Wabi sabi é a expressão que os japoneses inventaram para definir a beleza que mora nas coisas imperfeitas e incompletas. O termo é quase que intraduzível. Na verdade, wabi sabi é um jeito de "ver" as coisas através de uma ótica de simplicidade, naturalidade e aceitação da realidade.

Contam que o conceito surgiu por volta do século 15. Um jovem chamado Sen no Rikyu (1522-1591) queria aprender os complicados rituais da Cerimônia do Chá. E foi procurar o grande mestre Takeno Joo. Para testar o rapaz, o mestre mandou que ele varresse o jardim. Rikyu lançou-se ao trabalho feliz. Limpou o jardim até que não restasse nem uma folhinha fora do lugar. Ao terminar, examinou cuidadosamente o que tinha feito: o jardim perfeito, impecável, cada centímetro de areia imaculadamente varrido, cada pedra no lugar, todas as plantas caprichadamente ajeitadas. E então, antes de apresentar o resultado ao mestre Rikyu chacoalhou o tronco de uma cerejeira e fez caírem algumas flores que se espalharam displicentes pelo chão. Mestre Joo, impressionado, admitiu o jovem no seu mosteiro. Rikyu virou um grande Mestre do Chá e desde então é reverenciado como aquele que entendeu a essência do conceito de wabi-sabi: a arte da imperfeição.

O que a historinha de Rikyu tem para nos ensinar é que estes mestres japoneses, com sua sofisticadíssima cultura inspirada nos ensinamentos do taoísmo e do zen budismo, conseguiram perceber que a ação humana sobre o mundo deve ser tão delicada que não impeça a verdadeira natureza das coisas de se revelar. E a natureza das coisas é percorrer seu ciclo de nascimento, deslumbramento e morte. Efêmeras e frágeis. Eles enxergaram a beleza e a elegância que existe em tudo que é tocado pelo carinho do tempo. Um velho bule de chá, musgo cobrindo as pedras do caminho, a toalha amarelada da avó, a cadeira de madeira branqueada de chuva que espreguiça no jardim, uma única rosa solta no vaso, a maçaneta da porta nublada das mãos que a tocaram
Wabi sabi é olhar para o mundo com uma certa melancolia de quem sabe que a vida é passageira e, por isso mesmo, bela.
Na natureza
Todas as coisas são impermanentes
Todas as coisas são imperfeitas
Todas as coisas são incompletas

A beleza pode estar escondida na feiura
A grandeza existe nos detalhes despercebidos
A aceitação do inevitável
Apreciação da ordem cósmica

A arte da Imperfeição é focar no intrínseco, no irregular, no despretensioso, no turvo, no envelhecido, na simplicidade...
Que tal abrir os olhos para o estilo wabi sabi?

Wabi Sabi
Mark Rebstein, Ed Young
Ed. Martins Fontes

( Ainda não tive a oportunidade de ler...Mas as pessoas que leram disseram ser 
um livro encantador para todas as idades.E que a ilustrações são de uma beleza impar...E
através da curiosidade de uma gata descobrimos o significado de Wabi Sabi: e encontrar a beleza e harmonia no que é simples, natural, imperfeito, modesto e misterioso.  É uma obra de arte).

Fonte: http://www.saindodamatrix.com.br/
(texto: Salisbury University e outros)


domingo, 9 de setembro de 2012

Autor da vida



A vida é uma tela com pequenos rabiscos,
onde criamos o céu ou o inferno,
de acordo com as  tintas que usamos.”* Paulo R. Gaefke *

Vai,
deixa de tristeza e deixa o sonho te levantar,
acredite que é possível ainda hoje uma virada,
acredite que tudo foi apenas um engano,
mantenha a rota do seu barco da vida,
não desista novamente,
as pedras são apenas restos que a chuva trouxe…
Amar, viver, sonhar, acreditar,
lutar e até o chorar,
são fases que compõem o grande
quadro chamado vida,
onde a tela é a sua história,
as tintas são as pessoas que passam por ela,
mas, o pintor,
o responsável pela obra é sempre você.

Haja o que houver, aconteça o que acontecer,
o pincel que mistura as cores,
que dá forma ao que vai surgir na tela,
que cria e apaga situações e imagens,
ainda está na sua mão.
É você quem pode criar agora,
uma estrada florida,
ou o caminho escuro das incertezas e dúvidas.

Já que você é o autor,
o pintor dessa tela chamada vida,
comece pintando um sorriso,
que é o sinal que representa a esperança,
a renovação,
símbolo dos que não desistem nunca de ser feliz,
e ser feliz exige criatividade,
esforço e dedicação.
Se tudo deu errado até aqui,
passe tinta branca em toda a tela e recomece,
hoje é o dia perfeito para
uma nova pintura…



domingo, 2 de setembro de 2012

Minha Bodas de Pinho - 32 anos


Photobucket
Amigos...
Setembro é um mês mágico para mim...No Brasil é a  Primavera chegando e  as flores se abrindo. ..E aqui no Japão à medida que o outono (aki) se aproxima, a temperatura cai e o ar se torna fresco . Esta é uma estação muito bonita porque o tempo é ensolarado e as  árvores e a natureza ganham um colorido vermelho-dourado ardente, apresentando paisagens espetaculares.

Vocês sabem qual  o segredo dos casamentos duradouros?
Casais que convivem há anos falam de paciência, renúncia, compreensão.
Na verdade, cada um tem sua fórmula especial.

E dia  06/09 completo 32 anos de casada e vim dividir minha alegria com vocês nessa primeira semana de setembro....

Quero brindar com vocês esse dia tão especial...Fiquem a vontade! Tem bolo! Tem docinho e
tem minha amizade!
Esperando por você atrás da tela desse meu computador.




Photobucket
O amor maduro não é menor em intensidade.
Ele é apenas silencioso. Não é menor em extensão. 
É mais definido, colorido e poetizado. 
Não carece de demonstrações: 
Presenteia com a verdade do sentimento. 
Não precisa de presenças exigidas: 
amplia-se com as ausências significantes. 
O amor maduro tem e quer problemas, sim, como tudo.
Mas vive dos problemas da felicidade. 
Problemas da felicidade são formas 
trabalhosas de construir o bem e o prazer. 
Problemas da infelicidade não 
interessam ao amor maduro. 
Na felicidade está o encontro de peles, 
o ficar com o gosto da boca e do cheiro, 
está a compreensão antecipada, a adivinhação, 
o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto,
os discursos silenciosos da percepção, o prazer 
de conviver, o equilíbrio de carne  e de espírito. 
O amor maduro é a valorização do melhor do outro 
e a relação com a parte salva de cada pessoa. 
Ele vive do que não morreu mesmo tendo ficado para depois. 
Vive do que fermentou criando dimensões  novas para sentimentos antigos,  
jardins abandonados, cheios de sementes. 
Ele não pede, tem. 
Não reivindica, consegue. 
Não percebe, recebe. 
Não exige, dá. 
Não pergunta, adivinha. 
Existe, para fazer feliz. 
O amor maduro cresce na verdade e se esconde a cada auto-ilusão.
Basta-se com o todo do pouco. 
Não precisa e nem quer nada do muito.
Está relacionado com a vida e sua incompletude, 
por isso é pleno em cada ninharia por ele transformada em paraíso. 
É feito de compreensão, música e mistério. 
É a forma sublime de ser adulto é a forma adulta de ser sublime e criança. 
É o sol de outono: nítido mas doce. 
Luminoso, sem ofuscar.  
Suave mas definido. 
Discreto mas certo. 
Um Sol, que aquece até queimar…
( Artur da Távola)




Photobucket

Compartilho com vocês as bodas de 28, 29, 30  e 31 anos...com videos editados por mim e  algumas mensagens do meu "Rubi" do Blog  BRASIL DA PENA

Postagem do dia 06/09/2011
 Bodas de Nácar ou Madrepérola - 31 anos
Photobucket
Quando se diz "minha boda" estamos dizendo "minha promessa". E já se passaram 31 anos e parece que foi ontem...Tinhamos somente 17 e 22 anos...uma loucura...Tão crianças e com muitas responsabilidades pra tomar....
Também parece que foi ontem que depois de muito atraso...Cheguei com um cabelo curto e enrolado  ...uma maquiagem que nada tinha a ver comigo...Sofri por muitos anos por me achar horrivel...hoje vejo que não tava tão feio assim...
Aprendi que eu tenho que gostar de mim pra alguém gostar também...
31 anos de luta e de muito trabalho...de calmaria e de tempestades...estamos sempre em busca de algo...
Cresci, amadureci e as vezes bate uma saudade de quando tinha 15 e 16 anos...poderia ter aproveitado mais minha adolescencia....mas não me arrependo de nada que eu fiz...faria tudo de novo.
Ru, Fábio , Raffa e Nina (minha gatinha) ...Vocês são  muito importante na minha vida. Agradeço por ter vocês todos esses anos ao meu lado. Somos uma GRANDE FAMILIA! Felicidades a nós.

Bodas de Pérola - 30 Anos

Bodas de Erva - 29 anos
 Amor Múltiplo

Meu amor por você
Estava escrito nas estrelas.,
Um acaso me colocou na Almap em 79
Deixou-me próximo do seu irmão
E te conhecer,foi obra de Deus.
Saimos com aquela nossa
Turma pra Paulista
Indo parar no cinema da galeria,
Nosso namoro começou ali.
O passeio pra Santos,os meninos…
Todas as coisas que vivemos,
As nossas brigas,desencontros,
Minhas manias,nossos medos,tua paciencia
Batemos de frente algumas vezes
E sabemos que isso até nos fortaleceu.
Mas contornamos as tormentas
Tivemos paciencia e sabedoria p/seguir
hoje,é com orgulho que te digo:
Eh tão bom estar casado contigo
São 29 longos anos de um amor múltiplo
Construído com carinho mútuo.
O passado a gente acaricia,
Libertando o presente para sonhar.,
Havendo sapiencia,o futuro vem
E com ele traz uma paz de espírito e
Uma certeza:Ainda é tempo de ser FELIZ!!!.
                            " Rubi"

Bodas de Hematita - 28 anos


NÓS SOMO CÚMPLICES, SOMOS UMA PARTE SÓ, SOMOS UNIDOS POR  UM SENTIMENTO QUE PERDURA POR TANTOS E TANTOS ANOS QUE EU ACHO QUE VAMOS ACABAR BEM VELHINHOS E GRUDADOS UM AO OUTRO.EU AMO MUITO VOCÊ MINHA NEGUINHA, TE ADORO E HOJE SINTO O QUANTO VC É IMPORTANTE PARA MIM…MINHA VIDA SEM VOCÊ NÃO TEM SENTIDO, NÃO TEM NENHUM SIGNIFICADO.
PARABÉNS PARA NÓS…PELO ONTEM, PELO HOJE E PELO AMANHÃ.
BEIJOS IMENSOS DO TEU MARIDO QUE MUITO TE AMA…………………………..”RU
P.S- hoje vou com vc para qualquer lugar do MUNDO!!!!!!
Photobucket
Photobucket
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...